sábado, 10 de julho de 2010

Santa Teresinha do Menino Jesus

Ontem ao café ouvi uma história que me arrepiou.
Estava uma Senhora a me contar que neste verão ia à terra natal de Teresa de Lisieux e que há muitos anos atrás estava na sua sala a acabar de ler um livro sob a sua vida, onde ela descrevia  o caminho para a salvação, caminho este muito complicado. Diz a Senhora que acabou de ler o livro, pousou-o na mesinha de cabeceira e chateada disse que para ela (a Santa) se calhar não era muito díficil viver a vida daquela forma e salvar-se, visto que viveu enclausurada num convento de Carmelitas, agora ela, vivendo numa família de loucos e neste mundo, que era simplesmente impossível viver daquela forma. Disse também, que se aquele fosse realmente o caminho que lhe mandasse um ramo de rosas.
Ora, nem passados 10 minutos bateram-lhe à porta, quando a abriu estava um primo dela com um ramo de rosas na mão, deu um grito de medo e bateu-lhe com a porta na cara. Mais tarde disse-lhe o primo que estava na rua e que tinha visto um roseiral que se debruçava para o caminho, lembrou-se da prima e tinha apanhado as rosas para ela.
Coincidência ou não a história é realmente bonita.
P.S- Para quem não sabe  Santa Teresinha está associada às rosas.
P.S2- É também a Santa que mais recorro.

4 comentários:

  1. Estranha mesmo, arrepiei-me toda quando ela me contou isso!
    :)

    ResponderEliminar
  2. A vida está repleta de coincidências. :-)
    beijitos

    ResponderEliminar
  3. JP
    Está mesmo, coincidências que nos fazem arrepiar :)
    Beijinhos!

    ResponderEliminar